ILHA SOLTEIRA - SP, É QUASE UM PARAISO!!

ILHA  SOLTEIRA - SP,  É QUASE UM PARAISO!!
OS MEUS JARDINS E QUINTAIS EM MINHA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA !! A Minha Amada, deitada eternamente em berço esplêndido; ao som do Rio Paraná e à luz deste céu profundo!! (Crédito da Foto: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=210844 )

Cidade Gaúcha - Noroeste do Estado do Paraná

Cidade Gaúcha - Noroeste do Estado do Paraná
Meu Lar Cidade!! Aqui sou abençoado em 21 anos de lutas em prol das garantias essenciais de vida ao Povo! (Imagem Google Earth)

OUÇA A RÁDIO DO VAL!! (Se preferir não ouvir clic em Stop)

A LognPlay mantém contratos com o ECAD (Órgão para o repasse dos direitos autorais) e com a ABLF - Associação Brasileira de Licenciamento Fonográfico.

CORAÇÃO CIVIL

PARA ASSISTIR AOS VÍDEOS CLIC EM II (Pause) NO RÁDIO ACIMA.

__________________________________________

sábado, 26 de setembro de 2009

POESIA

FESTIVAL DE CALOUROS - 1995 - GINÁSIO DE ESPORTES TANCREDO NEVES
2º COLOCADO - MÚSICA " UM ÍNDIO " (CAETANO VELOSO)


Música

Há uma música em mim
Ela é bem assim,
Canto nos compassos do meu respirar
E nas batidas do meu coração,
A música é minha oração.

Quando eu canto me encanto,
Elevo e me transcendo em vôos de pássaros;
Me acalma, anima minha alma,
Forma-se em mim os quatro elementos:
Terra, água, fogo e ar. .

Na canção junto todos
E tudo o que eu gosto
Num só palco:
As estrelas do firmamento.
É neste universo que eu me oriento.

Com o canto que canto, o amor me conduz;
Em meus amigos e irmãos
Sou lembrado com o coração,
Me faço presente, eternamente,
Sou toda essa gente – Seres de Luz !

Nos braços do violão
E nos acordes da canção
Meus caminhos eu traço
Por infinitos compassos
Arte e dom que Deus me deu, a canção sou eu.

Canto como quem comunga o pão,
Canto como oração,
Canto minha vida
Por todas as entradas e saídas,
Em batalhas felizes ou sofridas.

É bálsamo, me satisfaz,
Eu te mereço, e te agradeço
Com a mais perfeita paz,
Porque vós sois gentes lindas
E tens nome doce – Música !


Val Minillo.

HOMENAGEM:
Dedico esta poesia aos amigos músicos – Seres de Luz – que através do ofício e da arte da música, põem o pão à mesa em Vossos Lares; levando também através da dedicação, a alegria ao público – ao povo !!
Pelos bons momentos que pude viver, conviver, e mesmo que, em breves momentos com alguns amigos; dedico a todos, com carinho, esta singela homenagem; a todo vocês AMIGOS: Biel - Tavinho Limma - Oswaldo Zanqueta – Zé Alexandre – Eudes Fraga – Zebeto Corrêa – Bilora – João Aluá – Antonio Carlos Vercesi – Moní Corrêa – Denis Ferrerira – Alan Ferreira – Osni Ribeiro – Kleber Silveira – Dante Ramon Ledesma.

Nenhum comentário: