ILHA SOLTEIRA - SP, É QUASE UM PARAISO!!

ILHA  SOLTEIRA - SP,  É QUASE UM PARAISO!!
OS MEUS JARDINS E QUINTAIS EM MINHA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA !! A Minha Amada, deitada eternamente em berço esplêndido; ao som do Rio Paraná e à luz deste céu profundo!! (Crédito da Foto: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=210844 )

Cidade Gaúcha - Noroeste do Estado do Paraná

Cidade Gaúcha - Noroeste do Estado do Paraná
Meu Lar Cidade!! Aqui sou abençoado em 21 anos de lutas em prol das garantias essenciais de vida ao Povo! (Imagem Google Earth)

OUÇA A RÁDIO DO VAL!! (Se preferir não ouvir clic em Stop)

A LognPlay mantém contratos com o ECAD (Órgão para o repasse dos direitos autorais) e com a ABLF - Associação Brasileira de Licenciamento Fonográfico.

CORAÇÃO CIVIL

PARA ASSISTIR AOS VÍDEOS CLIC EM II (Pause) NO RÁDIO ACIMA.

__________________________________________

domingo, 20 de setembro de 2009

A AMIZADE SE ETERNIZA

Índia AWÁ-GUAJÁ - Oeste do Estado do Maranhão - Brasil.

AMIZADE SE ETERNIZA

A amizade é um oásis no deserto,
É mais linda que a bela flor dos jardins.
É algo imenso, extenso e infinito;
Igual a uma criança: delicada, sensível e bela.
É paz, beleza da bondade que absorve tudo,
Pois, emana das entranhas do próprio Absoluto – Deus.

A amizade é como uma substância atômica
E está além do bem e do mal,
Não se pode comprar, não pode ser vendida;
Jamais pode ser traída,
E por ser a semente do amor, ela é natural.

Amizade é como a luz do coração,
É sublime como o laço de irmãos,
São lembranças para em uma vida toda recordar,
É ternura desde o ponto de partida até a linha de chegada;
E por ser luz que ilumina, é eterna,
É chama que nunca se apaga;
E por tudo, a amizade é sagrada.

São os olhares, os gestos, aperto de mãos, o abraço,
O sorriso, as lágrimas, é saudade.
Amizade não tem idade.
São pássaros voando
E mãos se tocando,
Corações pulsando, é o amor;
É a água, o sol, o vento, a própria raiz da flor.

É o que são as borboletas e abelhas para flores silvestres,
É como a relação pais e filhos, alunos e mestres:
O ensinar e o saber, a inocência e o aprender.
É o toque mais leve, a palavra mais certa,
É sentir-se feliz, vivo e amado, por ter feito essa descoberta.
É o que a vida quer e o que mais precisa;
Porque nasce, cresce, vive e se eterniza.


João Roberval Minillo – Val Minillo.
25 de fevereiro de 2000. Porto Primavera – SP
Dedicado ao Meu Saudoso Pai e a São Francisco de Assis.

Poesia escrita com inspiração a partir da leitura do livro - A Vida De São francisco de Assis - da Autora Maria Stico. O Livro foi doado a mim, pelo Meu Saudoso Pai - João Minillo Netto.

Através do Colégio Estadual Marechal Costa e Silva - Cidade Gaúcha - Paraná; por incentivo do amigo, Diretor e Professor Antonio de Araujo - Toninho - inscrevi esta poesia no VIII Concurso de Poesias e Interpretação - em Outubro de 2008 - Promovido e organizado pelo Núcleo Regional de Educação de Cianorte - Paraná; onde obtive as premiações:
1º Lugar --- Categoria Comunidade;
1ºLugar--- Declamação na Categoria Comunidade. ____________________________________


SOBRE A FOTOGRAFIA:

A foto foi tirada por um fotógrafo da Folha de São Paulo. Mostra uma Índia Guajá dando de mamar a um filhote de porco queixada. As mulheres Guajá amamentam os filhotes dos animais que são pegos nas caçadas. Esses filhotes são chamados de "heimá", palavra cognata de "timbabo", de onde vem "xerimbabo", tal como veio ao português do tupi antigo.

Estes dados acima foram extraídos do blog do Antropólogo Mércio Pereira Gomes, conforme link abaixo:
http://merciogomes.blogspot.com/search/label/Guaj%C3%A1

As mensções sobre os créditos do fotógrafo autor da foto - Pisco del Gaiso - estão postadas no Blog do fotógrafo Cláudio Versiani; conforme link abaixo:
http://www.picturapixel.com/archive/?s=pisco+del+gaiso

Sobre a foto publicada no Blog de Cláudio Versiani há dois comentários postados; sendo um de minha autoria; cujo texto, publico abaixo:

# VAL MINILLOon 12 Jan 2009 at 1:28 pm
"CONHECI ESTA MARAVILHOSA FOTOGRAFIA HÁ MAIS OU MENOS DUAS DÉCADAS.ESTAVA EM UMA PÁGINA DE UM JORNAL, QUE ACREDITO, TALVEZ SER A FOLHA DE SÃO PAULO. NA ÉPOCA, CASO NÃO SEJA UM EQUÍVOCO DE MINHA PARTE E SE ME LEMBRO AO CERTO, ESTÁ FOTOGRAFIA FOI PREMIADA EM UM CONCURSO, QUE NÃO ME LEMBRO MAIS QUAL FOI.ACREDITO QUE NA MESMA PÁGINA DO JORNAL HAVIAM OUTRAS FOTOS, ENTRE ELAS, UMA TAMBÉM CHAMAVA ATENÇÃO - A DO PAPA JOÃO PAULO VI COM UM COCAR INDÍGENA; PORÉM NÃO SEI QUEM FOI O FOTÓGRAFO QUE FEZ O REGISTRO. MAS, SALIENTANDO, O Pisco Del Gaiso AO FAZER ESTE REGISTRO; A PARTIR DESTE MOMENTO, CREIO, QUE ELE FOI ABENÇOADO POR TODA A SUA VIDA. COMIGO, SEMPRE QUE EU MOSTRAVA ESTA FOTOGRAFIA AOS AMIGOS, TODOS TENTÁVAMOS TECER UM NOME PARA A FOTO. EU SEMPRE PREFERI CHAMÁ-LA DE - A MÃE DA NATUREZA. A RAZÃO DA SOLIDARIEDADE E DA FRATERNIDADE COM A VIDA E A NATUREZA, EXPRESSA NA ATITUDE DESTA ÍNDIA E DO SEU FILHO PARA COM O CATETO E COM DEUS, É UM ESTÁGIO MUITO EVOLUÍDO ESPIRITUALMENTE. QUANDO CHEGARMOS A CONDIÇÃO DE CONSCIÊNCIA DESTA MÃE, ENTÃO, EM PLENITUDE, REALMENTE TEREMOS APRENDIDO A CUIDAR DA VIDA, DA TERRA E DA NATUREZA. DEUS CUIDARÁ DE QUEM CUIDAR DA TERRA. DE CORAÇÃO, AGRADEÇO POR ESTA POSTAGEM.

Nenhum comentário: