ILHA SOLTEIRA - SP, É QUASE UM PARAISO!!

ILHA  SOLTEIRA - SP,  É QUASE UM PARAISO!!
OS MEUS JARDINS E QUINTAIS EM MINHA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA !! A Minha Amada, deitada eternamente em berço esplêndido; ao som do Rio Paraná e à luz deste céu profundo!! (Crédito da Foto: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=210844 )

Cidade Gaúcha - Noroeste do Estado do Paraná

Cidade Gaúcha - Noroeste do Estado do Paraná
Meu Lar Cidade!! Aqui sou abençoado em 21 anos de lutas em prol das garantias essenciais de vida ao Povo! (Imagem Google Earth)

OUÇA A RÁDIO DO VAL!! (Se preferir não ouvir clic em Stop)

A LognPlay mantém contratos com o ECAD (Órgão para o repasse dos direitos autorais) e com a ABLF - Associação Brasileira de Licenciamento Fonográfico.

CORAÇÃO CIVIL

PARA ASSISTIR AOS VÍDEOS CLIC EM II (Pause) NO RÁDIO ACIMA.

__________________________________________

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Macaco-prego

Em minha infância e em parte de minha adolescência pude ter uma convivência com esse tipo de primata.

Fonte Foto: sindicatotrescoroas.com.br

De forma especial, há 45 anos atrás, eu iniciei uma relação com esse primata a partir dos meus 6 anos de idade. Foi numa localidade construída na época para abrigar a residência das famílias dos "Barrageiros" trabalhadores de construção civil pesada, contratados para edificarem a Usina Hidrelétrica de Jupiá (uma das usinas que hoje compõem o Complexo Hidrelétrico de Urubupungá - no Estado de São Paulo, divisa com o Matogrosso do Sul); cuja localidade existe até os dias de hoje, com o nome de Vila Piloto - um distrito da cidade de Três Lagoas - MS.

Naqueles tempos existia um zoológico, onde, antes mesmo que o recinto abrisse para para o expediente de trabalho dos zeladores e para a visitação pública; lá estava eu antes das sete horas da manhã, sentado ao pé de uma enorme árvore de ingazeira, realizando o meu desjejum com enormes vagens de frutos de ingá (semelhantes a chumaços de algodão pingando mel), enquanto esperava os zeladores para ajudá-los em seus trabalhos diários de alimentação dos animais, aves e répteis.

Foi um período mágico e de muita ternura em minha vida; pois, a relação com todos os tipos de seres que ali viviam naquele zoológico, presos ou habitantes das matas era uma relação fraterna! Com direito a carinhos e afagos aos animais presos, desde as pequenas tartarugas - cágados e jabutis - passando por todos os outros e finalizando com a "Pintada" (nome de uma onça Pintada que habitava também naquele zôo). Hoje, compreendo que toda aquela relação nasceu pelo simples fato, no qual eu podia ajudar aos zeladores alimentarem toda a fauna que habitava aquele local. Pude fazer com que essa forma de relação fosse enriquecida, melhorando a alimentação da fauna com os frutos silvestres abundantes que eu colhia e transportava em meu embornal, naquele imenso bosque da centenária mata nativa do cerrado; frutos típicos e comuns do cerrado sulmatogrossense.

Mas, como eu disse ao início dessa relação, um dos amigos preferidos era o tal macaco-prego. Vamos ver alguns dados sobre esses primatas.      

Flagrante de fêmea de macaco-prego, com filhote de gato adotado.
Cidade de Porto Primavera - SP.

Macaco-prego

O termo macaco-prego é, atualmente, a designação genérica da antiga espécie de macacos Cebus apella. Suas várias subespécies são, hoje, consideradas espécies distintas.

Localização

Os macacos-prego vivem nas Américas (cerca de sessenta por cento deles vivem no Brasil).

Alimentação

Alimentam-se de frutos, nozes, sementes, flores, insetos, ovos e pequenos vertebrados. Podem viver em bandos de até cinquenta indivíduos. Os macacos-prego são considerados os primatas mais inteligentes das Américas. É o único primata neotropical que, frequentemente, utiliza ferramentas em ambiente natural. As ferramentas mais comuns são pedras utilizadas para quebra de frutos encapsulados (cocos). Também utilizam varetas para capturar larvas de insetos e mel de ocos de árvores e pedras para cavar o solo em busca de raízes comestíveis.

Predadores

Existem relatos de que são capturados por tipo de gavião chamado gavião-pega-macaco ou uiraçu-falso (Morphnus guianensis). Outros tipos de predadores são: cobras da família da jiboia, águias como a harpia e alguns felinos de porte maior que ele.

Reprodução

Ocorre uma vez ao ano, com uma única cria (gêmeos são raros), cujo período de gestação é de cerca de seis meses. Os adultos pesam entre 1,1 kg e 3,3 kg, enquanto que os filhotes têm peso de cerca de 260 gramas.

Especiação

O macaco-prego faz parte da família dos cebídeos. Tem hábito diurno e arborícola e é encontrado desde a Venezuela até o Rio Grande do Sul.. As espécies possuem uma grande variação na coloração da pelagem, variando de amarelo-claro até marrom-escuro. O alto da cabeça, as pernas e a cauda são sempre numa tonalidade mais escura. A cauda é preênsil.

Classificação científica::

Reino:  Animália
Filo:  Chordata
Classe:  Mammalia
Ordem:  Primates
Subordem:  Haplorrhini
Inraordem:  Simmifornes
Família:  Cebidae
Subfamília:  Cebinae
Espécie:  C. apella

Nome binominal:  Cebus apella


Foto de satélite do local onde existia o antigo zoológico em Vila Piloto (Lado superior direito da foto). A Vila Piloto está localizada ao lado esquerdo das matas.

Foto obtida através do Programa Google Earth - Versão Free.

Para visualizar de forma nítida, clic sobre a foto e amplie com o zoom até a dimensão desejada.


LEIA ESSA REPORTAGEM INTERESSANTE SOBRE O MACACO-PREGO:

Macaco-prego sente prazer em beneficiar companheiro, sugere pesquisa.

Entre obter comida apenas para si ou também para outro símio, primata prefere ajudar.
Para pesquisadores, sentimento básico de empatia é igual ao que existe em humanos.

Clique do link abaixo para direcionar à página da G 1 e ler a reportagem:


Nenhum comentário: