ILHA SOLTEIRA - SP, É QUASE UM PARAISO!!

ILHA  SOLTEIRA - SP,  É QUASE UM PARAISO!!
OS MEUS JARDINS E QUINTAIS EM MINHA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA !! A Minha Amada, deitada eternamente em berço esplêndido; ao som do Rio Paraná e à luz deste céu profundo!! (Crédito da Foto: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=210844 )

Cidade Gaúcha - Noroeste do Estado do Paraná

Cidade Gaúcha - Noroeste do Estado do Paraná
Meu Lar Cidade!! Aqui sou abençoado em 21 anos de lutas em prol das garantias essenciais de vida ao Povo! (Imagem Google Earth)

OUÇA A RÁDIO DO VAL!! (Se preferir não ouvir clic em Stop)

A LognPlay mantém contratos com o ECAD (Órgão para o repasse dos direitos autorais) e com a ABLF - Associação Brasileira de Licenciamento Fonográfico.

CORAÇÃO CIVIL

PARA ASSISTIR AOS VÍDEOS CLIC EM II (Pause) NO RÁDIO ACIMA.

__________________________________________

domingo, 31 de outubro de 2010

Renato Teixeira e Sérgio Reis

      DVD  Amizade Sincera


Amizade Sincera

Renato Teixeira e Sérgio Reis são grandes mestres consagrados do universo da música raiz e ruralista, a boa música regional brasileira. Dispensam comentários as suas obras construídas durante a vida em suas carreiras musicais; pois, ambos foram moldados por si mesmos, e por muitos amigos, parceiros; enfim, membros da mesma família – a música – esta linguagem universal.

Renato e Sérgio são criadores de clássicos imprescindíveis, é o que comprova este grande trabalho por esta parceria no CD e DVD Amizade Sincera, demonstrando nuances pantaneiras, com canções que eles interpretam de outros grandes mestres também consagrados: Paulo Simões, Geraldo Roca e Almir Sater. Participando também neste trabalho a lindíssima Paula Fernandes e a dupla Victor & Leo.

Abrindo o Show como um amanhecer, Renato e Sérgio adentram ao palco iniciando esta viagem musical através da canção Comitiva Esperança (Paulo Simões e Almir Sater), que nos remete e nos conduz a imaginação em participarmos realmente de uma comitiva. Fico tentando imaginar o que talvez sentiram Sater e o Simões ao verem a interpretação desta feliz parceria. Concluo comigo mesmo: Por que será que somente após tanto tempo, Renato e Sérgio puderam se encontrar neste imensurável trabalho?

Fonte Foto:
http://www.blognejo.com.br/?tag=sergio-reis

O arranjo musical, após o belo contexto timbrístico emanado de Comitiva Esperança; como um despertador natural, Dudu Portes arremessa no ar do Teatro o canto de um pio, onde, num solo de introdução sequencial Chico Teixeira diz com a sua viola que o dia amanheceu, e a festa realmente explode! Seguindo viagem, vão os irmãos vivendo as canções Amanheceu, Peguei a Viola; e empunhando o berrante Sérgio Reis dá inicio ao clássico O Menino da Porteira (Thedy Vieira e Luizinho). Após se deliciarem e deliciarem também a platéia com o doce romântico da canção Amora, seguindo a viagem; iniciando com a introdução fantástica onde num dueto em violas por Paulo Reis e Márcio Werneck (onde um guizo de cascavel dança enroscado nas cordas da sua viola), os mestres Sérgio e Renato casam suas vozes, surpreendem e encantam com Estrada do Canindé (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira), homenageando a obra do rei Luiz Gonzaga (1912 - 1989) “O Veio Lua”. E assim como “viajar é preciso, é preciso...” os amigos embarcam em Frete, o que me faz lembrar frases desta canção, desde a primeira vez que eu a ouvi, e que sempre me encantou e me marcou:

“...Por onde eu passei deixei saudades
a poeira é minha vitamina
Nunca misturei mulher com parafuso
mas não nego a elas meus apertos
Coisas do destino e do meu jeito
sou irmão de estrada e acho muito bom...”

Ao início da canção Trem do Pantanal, o genial baterista Dudu Portes cria os sons de uma partida de trem (me remete ao passado – me faz lembrar dezenas de viagens de trens que realizei dias e noites – só, e também com meus filhos quando ainda eram crianças – cortando o Estado de São Paulo; ou sozinho pelo Mato Grosso do Sul).

Na canção Companheiro Meu, Renato rememora grandes mestres violeiros, e apresenta os músicos que os acompanham: Paulo Reis (filho de Sérgio); Márcio Werneck; João Lavras e Chico Teixeira (filhos de Renato); e Dudu Portes. A canção, num misto de poesia e melodias que entoa uma saudade e felicidade, me faz relembrar tantos amigos que fizeram e fazem parte de minha vida; me torna menino, alegra e ilumina os Jardins que há em Meu Coração. A canção me faz chorar e pensar “como é bom viver em vida a mesma época de Renato e Sérgio. Percebo que a música não é só a linguagem universal. É também a trilha sonora de um povo, de um País – Brasil. Somos a Nação com a música mais rica e mais linda!

Num momento muito lindo deste trabalho – Amizade Sincera – Renato e Sérgio reverenciam a obra dos Mestres Tonico & Tinoco, que foram uns dos fundadores e criadores da música sertaneja. A presença do Mestre Tinoco na platéia é lembrada e saudada por Renato, pelo Sérgio e pelo público; coroando esse momento com a canção Sina de Violeiro.


Fonte Foto:
http://www.blognejo.com.br/?tag=sergio-reis

Seguindo o momento musical e familiar, Renato e o Filho Chico Teixeira interpretam de forma emocionante a canção Pai e Filho ( uma versão de Renato e Chico de um dos clássicos do compositor norte-americano Cat Stevens). A emoção se torna ainda maior quando, observado com muito carinho e ternura por Renato Teixeira, Sérgio Reis interpretando Filho Adotivo (Sebastião Ferreira da Silva e Arthur Moreira), recebe o presente de seu filho Marco Bavini, que ao meio da canção o acompanha, causando surpresa ao Pai Sérgio – que imagina seu filho adentrando ao palco, sendo que, o filho Marco surge na platéia, e cantando sobe ao palco para saudar com beijos o pai e o amigo Renato. Sérgio Reis, falando sobre Renato: “... Aqui tem realmente uma amizade sincera. Eu não tive irmão, mas tenho ele!” Após esta reverência de sua amizade por Renato Teixeira, toda a comitiva adentram em um banho de festa musical na canção Amizade Sincera.

Entre tantos momentos e tantas lindas e deliciosas canções, nesta viagem boa demais, Renato e Sérgio também recebem Paula Fernandes - uma grande revelação do universo da música sertaneja – que interpreta e revive Tristeza do Jeca (Angelino de Oliveira), um dos grandes clássicos do repertório desta dupla. Também se fazem presente, Victor & Leo, a dupla do universo pop sertanejo; e interpretam junto com Renato e Sérgio as canções Vida Boa e E Quando o Dia Nascer, parceria de Victor com Renato Teixeira.

Há nesta obra musical outras várias canções, que fazem a trilha sonora desta viagem, que me faz pensar “Ah!! Se essa viagem pudesse durar vários dias e noites... bom demais!!”.

Vendidos avulsos, o CD e DVD lançados pela Som Livre em setembro de 2010, tem o registro ao vivo do show que uniu Renato Teixeira e Sérgio Reis no palco do Teatro Bradesco, em São Paulo – SP, em 6 de fevereiro de 2010. São 20 canções no DVD (e dois nos extras) e 14 canções no CD. São canções imprescindíveis na bagagem discográfica para nós, os brasileiros amantes e apreciadores de nossa cultura musical.

DVD Renato E Sérgio Reis Amizade Sincera
Gênero: Sertanejo
Tempo total (aprox.): 1h41min
Legendas: português, espanhol e inglês
Idioma de navegação: português

Faixas
1. Comitiva esperança
2. Amanheceu, peguei a viola
3. O menino da porteira
4. Amora
5. Estrada do canindé
6. Frete
7. Trem do pantanal
8. Companheiro meu
9. Sina de violeiro
10. Pai e filho (father and son)
11. Filho adotivo
12. Amizade sincera
13. Tristeza do jeca part. esp.: paula fernandes
14. Vida boa part. esp.: victor & leo
15. E quando o dia nascer part. esp.: victor & leo
16. Esse é meu destino
17. Vide vida marvada
18. Um violeiro toca
19. Romaria
20. Embora
21. Tocando em frente
22. Boiadeiro

Vale muito conferir!! Uma ótima opção para um bom banho musical e também para presentear aos amigos!!

Nenhum comentário: