ILHA SOLTEIRA - SP, É QUASE UM PARAISO!!

ILHA  SOLTEIRA - SP,  É QUASE UM PARAISO!!
OS MEUS JARDINS E QUINTAIS EM MINHA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA !! A Minha Amada, deitada eternamente em berço esplêndido; ao som do Rio Paraná e à luz deste céu profundo!! (Crédito da Foto: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=210844 )

Cidade Gaúcha - Noroeste do Estado do Paraná

Cidade Gaúcha - Noroeste do Estado do Paraná
Meu Lar Cidade!! Aqui sou abençoado em 21 anos de lutas em prol das garantias essenciais de vida ao Povo! (Imagem Google Earth)

OUÇA A RÁDIO DO VAL!! (Se preferir não ouvir clic em Stop)

A LognPlay mantém contratos com o ECAD (Órgão para o repasse dos direitos autorais) e com a ABLF - Associação Brasileira de Licenciamento Fonográfico.

CORAÇÃO CIVIL

PARA ASSISTIR AOS VÍDEOS CLIC EM II (Pause) NO RÁDIO ACIMA.

__________________________________________

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

19 DE NOVEMBRO - MEU ANIVERSÁRIO -

50 ANOS!!

DE CORAÇÃO AGRADEÇO SEMPRE A DEUS POR TUDO O QUE ELE ME CONCEDEU: POR MINHA VIDA, POR MINHAS FAMÍLIAS, PELA SAÚDE; PELO SOL DE CADA DIA, PELO PÃO, PELO AMOR QUE TENS POR MIM, POR TUDO O QUE ME CONCEDEU NESTA VIDA. OBRIGADO SENHOR!!

ALGUNS DE MEUS MOMENTOS!!
MEUS PAIS, MEUS IRMÃOS E EU COM A MÃO NO QUEIXO - EM MINHA CIDADE NATAL - PIRAJU - SP, EM FRENTE A CASA DE MEUS SAUDOSOS AVÓS PATERNOS. EM 1968 - MEUS 9 ANOS!!

EM FRENTE AO COLÉGIO EM ILHA SOLTEIRA - SP. EM 1974 - MEUS 14 ANOS!!

ORANDO COM AS FLORES - NO HORTO FLORESTAL EM AMERICANA - SP. ANOS 80

COM MEUS FILHOS JÉSSICA E VINÍCIUS - BOSQUE DOS JEQUITIBÁS - CAMPINAS - SP. EM 1987 - MEUS 27 ANOS !!

CANTANDO A CANÇÃO "UM ÍNDIO" GANHEI O 2º LUGAR NO FESTIVAL.- GINÁSIO DE ESPORTES DE CIDADE GAÚCHA - EM 1995 - MEUS 35 ANOS!!

OUVINDO A SARA CANTANDO UMA CANÇÃO DE NINAR - NA PRAÇA EM CIDADE GAÚCHA - PR - ANO 1997 - MEUS 37 ANOS!!

ORANDO COM O MEU RIO PARANÁ - PORTO DE ILHA SOLTEIRA - SP - MEUS 38 ANOS!!

CONVERSANDO COM UMA MARGARIDA NO JARDIM DE CASA - CIDADE GAÚCHA - 39 ANOS!!

REALIZANDO PALESTRA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL - COLÉGIO ESTADUAL MARINS - PARANAVAÍ - PR - ANOS 2005. MEUS 46 ANOS!!

TRABALHANDO EM PRIMAVERA - SP - NOVAMENTE BUSCANDO PARTE DO PÃO, NO ESTADO DE SÃO PAULO, A SERVIÇO DO GOVERNO DE SP - NA CONSTRUÇÃO DA HIDRELÉTRICA DE PORTO PRIMAVERA - RIO PARANÁ. - MEUS 42 ANOS!!

MEU AGRADÁVEL BERÇO - NO LAR DE MEU IRMÃO EDUARDO E MINHA IRMÃ JOCELI E DOS IRMÃOZINHOS JOÃO MARCELO E MARIA EDUARDA. PRIMAVERA - SP 1999

CAPA DE JORNAL ?! EM FÉRIAS NO LAR DE MINHA MÃE!!

NO LAR DE MINHA MÃE - LAR DE NOSSA FAMÍLIA. SEMPRE UM PORTO SEGURO EDIFICADO POR MEU PAI E POR MINHA MÃE.

O AMBIENTE MÁGICO DE SALA DE AULAS - CURSO TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE - EU GEORGE (CARNE MOÍDA) E CARLOS FERRACINI. COLÉGIO MARINS - PARANAVAÍ - PR ANOS 2005. MEUS 46 ANOS!!

EM DINÂMICA NO CURSO TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE. COLÉGIO MARINS - PARANAVAÍ - PR ANOS 2005. MEUS 46 ANOS!!

ORANDO COM O MEU RIO PARANÁ - PORTO DE ILHA SOLTEIRA - SP. ANO 2007 - MEUS 48 ANOS.

EM PIRAJU - SP. ORANDO AO LADO DO RIO PARANAPANEMA - FEVEREIRO DE 2009 - 49 ANOS!!

CANÇÕES QUE ME TRANSPORTAM PARA DENTRO DOS CORAÇÕES DAS PESSOAS A QUEM EU AMO!!

video

CERTOS AMIGOS. EXPRESSO RURAL (DANIEL LUCENA)

Quando esse trem de alegria vara a vida da gente

Sempre que a estação mais perto é o nosso coração

Difícil se saber na hora o que a gente sente

Se certos amigos nos mostram que o mundo ainda é bom

Por saber,

Que tendo você do meu lado me sinto mais forte

Quero beijar o teu rosto e pegar tua mão

Se cada estrela no céu é um amigo na terra

A força do acaso do encontro é uma constelação

Lumiar,

De que planeta você é?

Eu faço o que você quiser em troca do teu amor

Posso te dar o que eu sou, amigo é um cobertor

Bordado de estrelas - de estrelas.

Constelação, nave louca

A vida é pouca e o que vale é se querer

video

SENHORITA - ZÉ GERALDO

Minha meiga senhorita, eu nunca pude lhe dizer

Você jamais me perguntou de onde venho e pra onde vou

De onde eu venho não importa pois já passou

O que importa é saber pra onde vou

Minha meiga senhorita o que eu tenho é quase nada

Mas tenho o sol como amigo

Traz o que é seu e vem morar comigo

Uma palhoça num canto da serra será nosso abrigo

Traz o que é seu e vem correndo vem morar comigo.

Aqui é pequeno mas dá pra nós dois

E ser for preciso a gente almenta depois

Tenho um violão que é pras noites de lua

Tem uma varanda que é minha e que é sua

Vem morar comigo meiga senhorita

Vem morar comigo meiga senhorita, vem morar comigo

Aqui é pequeno mas dá pra nós dois

E ser for preciso a gente almenta depois

Tenho um violão que é pras noites de lua

Tem uma varanda que é minha e que é sua

Vem morar comigo meiga senhorita

Vem morar comigo meiga senhorita, vem morar comigo

video

PAU DE ATIRADEIRA
PAPALO MONTEIRO

Sou do meio do mato

Sou filho da relva

Olhar de anum

Meu abraço é quem sela

O corpo do céu no seio da terra

Coração pulsa forte

Tambor de guerreiro

Tupã criador

Trago um sonho de moço

Nos caminhos da mão

No suor do meu rosto

Na garapa de cana

No canto do canário

É onde eu me acho

eu castelo é de palha

No mugido do boi

Nos olhos da pintura

Sou madeira de lei

No meu lugar sou rei

Sou a polpa e o caroço

Montanha pra mim é ladeira

E pra ser pau que nasce torto

Sou pau de atiradeira

Meu destimo tem rama

E no meu tempo enramado

Faz da vida um melaço

Sou bezerro que mama

Tô na ponta de estrela

No fiapo da manga

Tenho amor escondido

E guardo um cheio de arruda

Pra espantar mau olhado

Quem não fez o seu rumo

O coração de alguém

Tá perdido no mundo

Já plantei minha sina

Onde a terra é mais verde

Onde o chão é maduro

No amor tô no cio

Tô no favo de mel

Nos Brasis do Brasil

Fiz minha sorte

Ergui minha bandeira

Minha e

strela guia

Hoje é minha alegria

Sou barro, sou mato

Cordão de infieira

Sou pau de atiradeira

video

MENINOS - JURAILDES DA CRUZ

Vou pro campo

No campo tem flores

As flores tem mel

Mas a noitinha estrelas no céu, no céu, no céu

O céu, da boca da onça é escuro

Não cometa, não cometa

Não cometa furos

Pimenta malagueta não é pimentão, tão, tão, tão

Vou pro campo

Acampar no mato

No mato tem pato, gato, carrapato

Canto de cachoeira

Dentro dágua

Pedrinhas redondas

Quem não sabe nadar

Não caia nessa onda

Pois a cachoeira é funda

É afunda

Não sou tanajuramas eu crio asas,

Com os vagalumeseu quero voar, voar, voar

O céu estrelado hoje é minha casa

Fica mais bonita quando tem luar, luar, luar

Quero acordarcom os passarinhos

Cantar uma cançãocom o sabiá

Dizem que verrugassão estrelas

Que a gente conta

Que a gente aponta

Antes de dormir, dormir, dormir

Eu tenho contatoMas não tem nascido

Isso é estória de nariz comprido

Deixe de mentir, mentir, mentir..

Os sete anões pequeninos

Sete corações de meninose a alma leve, leve, leve

São folhas e flores ao vento

O sorriso e o sentimento da Branca de Neve, neve, neve...

video

OLHOS DE JARDINEIRO - ZÉ GERALDO

Esperar é acreditar

A vida me ensinou a esperar

Quantas vezes eu quis terum jardim pra te dar

Quando tinha a terra

Faltava a semente

Quando tinha semente

Vinha a chuva forte e levava tudo embora

E pra complicar

Andei por caminhos tortuosos

Foi difícil voltar

Tivemos noites de vendavais

E em noites de vendavais

O dia demora a chegar

E foi assim

Ainda bem que desses anos todos

Guardamos restos de sonhos

Rabiscos, pedaços de versos

Canteiros do nosso jardim

Vem ver

A Primavera floriu

Flor de Maio tá tão linda

Inda nem é abril

Onze horas sem-vergonhadá por todo lado

Beija-flor apaixonado todo dia vem beijar

E contar os botões

Que ainda tem pra abrir

E partir em buscade outras flores

Em outros jardins

Já estive com outras flores

Em outros jardins

Hoje estou aqui

Pra te regar

Te proteger dos ventos

Te cuidar

Te servir

Pra o que for

Os olhos do jardineiro

É que abrem o botão da flor

Nenhum comentário: